Saiba tudo sobre o câncer de mama

0
30

Recentemente voltou com força total a mídia esse assunto que não deve ser esquecido nem um só dia, o Câncer de Mama. Infelizmente o tema não foi tratado como deveria, muitas coisas ficaram subentendidas e muitas mulheres ficaram confusas sobre ele.

Confira abaixo a opinião de nossa especialista em fisioterapia – Dra. Fernanda RIbeiro 
As novelas, em especial do horário nobre da rede globo, além entretenimento são ferramentas de informação e alerta a uma grande parcela da população. Na novela A Dona do Pedaço, o autor @walcyrcarrasco tem prestado um desserviço à saúde, incentivando o medo e o PRÉconceito ao abordar o câncer de mama de forma retrógrada e inadequada. Em pleno século XXI, o câncer não pode mais ser visto como “aquela doença”. O câncer tem prevenção, tem controle, tem tratamento e tem cura! Muitos se mobilizaram e esperamos que globais como @aanafurtado sejam fonte de inspiração para que @walcyrcarrasco dê uma nova chance a personagem Gilda ser exemplo a tantas mulheres que recebem o diagnóstico, bem como mostrar os avanços médicos e tecnológicos no tratamento do câncer de mama.

Todos os anos um mês inteiro é dedicado a prevenção e cuidados com as mamas, com uma tonalidade cor de rosa – O outubro Rosa e mesmo assim, o tipo mais comum de Câncer que atinge as mulheres no Brasil e no mundo é o de mama.

Ainda estamos em junho mas queremos falar novamente sobre esse assunto tão importante:

Mas o que é o Câncer de mama?

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da ama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

Tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Especificamente no Brasil, esse percentual é um pouco mais elevado e chega a 28,1%. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste (inca).

O QUE CAUSA O CÂNCER DE MAMA?

Não há uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao câncer de mama. O risco de desenvolver a doença aumenta com a idade, sendo maior a partir dos 50 anos, estima-se que quatro em cada cinco casos diagnosticados são em mulheres com 50 anos ou mais.

Como diagnosticar? Existem sintomas?

O Câncer de mama quando detectado em fase inicial aumentam as chances de cura. O autoexame é primordial, principalmente para mulheres acima dos 35 anos. Para mulheres com mais de 50 anos, a mamografia é obrigatória!

Durante o autoexame ou mesmo no consultório médico, é importante buscar por caroços (nódulos) fixos, endurecidos e geralmente, indolores; observar se a pele da mama está avermelhada, retraída ou com aparência de “casca de laranja”; notar se existem alterações nos mamilos ou saída espontânea de líquido dos mesmos; verificar se há pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço. Esses são os principais sintomas do Câncer de mama.

QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO?

Para Câncer de mama a literatura médica aponta três categorias de risco que são:

COMPORTAMENTAIS E AMBIENTAIS

Aqui fatores como obesidade e sobrepeso após a menopausa, sedentarismo (não fazer exercícios físicos), consumo de bebida alcoólica e a exposição frequente a radiações ionizantes aumentam as chances de desenvolvimentos do tumor.

HORMONAIS REPRODUTIVOS

A primeira menstruação antes dos 12 anos, nunca ter tido filhos ou primeira gravidez de termo após os 30 anos, menopausa após os 55 anos são fatores de risco para neoplasia mamária, assim como uso indiscriminado de terapia de reposição hormonal, principalmente por mais de 5 anos. A amamentação e realização de exercícios físicos regularmente são fatores protetores para a doença.

HEREDITÁRIOS E GENÉTICOS

Dentre esses fatores estão idade igual ou superior 50 anos, histórico familiar de Câncer de mama em homens e mulheres (principalmente em parentes de primeiro grau); mutações genéticas hereditária, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

Leia também Movimento Outubro Rosa: mitos e verdades sobre o Câncer de mama

COMO PREVENIR OU DESCOBRIR SE TENHO CÂNCER DE MAMA?

Como já dito em um post anterior aqui em nosso blog: Mamografia o melhor caminho é a prevenção , a mamografia é o exame de maior importância para diagnóstico precoce da doença, e deve ser realizada anualmente a partir dos 40 anos. O autoexame das mamas é importante como forma de autoconhecimento do próprio corpo, mas não deve ser substituído pela consulta do especialista.

Leia também Entenda sobre mastologia e sua real importância

A prevenção da doença é diferente do diagnóstico precoce, vale lembrar que a mamografia detecta precocemente uma doença já instalada e a prevenção é importante para não deixarmos a doença aparecer. A forma de prevenir é manter hábitos saudáveis como alimentação de qualidade, realizar atividades físicas regulares, diminuir consumo de álcool, combater sobrepeso e obesidade, ter sono recuperador, momentos de lazer e viver a vida com satisfação.

Leia também Mamografia: o melhor caminho é a prevenção

O que é a mamografia?

É uma radiografia das mamas, realizada por um Mamógrafo, que identificará as alterações suspeitas.


Existem fatores que podem contribuir para o desenvolvimento do

Câncer de mama?

Sim. Dentre os principais estão a obesidade, o sedentarismo, não ter filhos até os 30 anos, menopausa, uso de contraceptivos hormonais, histórico familiar e outros que você poderá discutir com seu médico.

Leia também Movimento Outubro Rosa: fisioterapia na reabilitação do Câncer de mama

É possível prevenir o Câncer de mama?

Melhor que o tratamento é a prevenção e existem formas de prevenir-se, como por exemplo, praticar exercícios físicos ao menos 3 vezes por semana, ter uma alimentação saudável e aliado as duas dicas manter o peso adequado ao seu biotipo, evitar consumo de bebida alcoólica e, claro, amamentar quando tiver filhos.

A prevenção continua sendo a melhor forma de tratamento.

A probabilidade de cura no tratamento quando o câncer de mama é diagnosticado precocemente supera os 90% e realizar mamografia é dar chance para a vida.

Esperamos ter ajudado com nosso post. Compartilhe com todas as amigas.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui