Mitos e verdades sobre o Câncer

0
62

A internet possibilitou uma grande democracia em relação a informação e a comunicação, mas também nos trouxe uma âncora de #Fake News que são notícias falsas e compartilhadas, geralmente na internet, por usuários de redes sociais e sites ilegítimos. Essas notícias falsas e correntes são prejudiciais e perigosas em diversos sentidos, mas em relação a saúde podem ser fatais.

É necessário entender que as possibilidades de cura do Câncer estão diretamente relacionadas ao tempo com que o tumor é descoberto, ou seja, a prevenção continua sendo a melhor forma de tratamento, então, quanto mais cedo a doença for detectada maiores as chances de tratamento e até mesmo de cura. A medicina atual evoluiu muito e hoje as possibilidades de tratamentos são maiores. O CEBROM tem o Programa de Educação Continuada (PEC) que através de estudos busca por alternativas de tratamentos para os nossos pacientes. Mas contra esse diagnóstico correto, surgem crenças populares sem respaldo científico que acabam atrapalhando a detecção precoce e até mesmo o tratamento da doença.

Vamos mostrar alguns mitos e verdades sobre perguntas frequentes, confira:

Mito ou verdade: O uso de desodorante pode causar Câncer de mama?

Mito. Apesar de circular pela internet e-mails, áudios e imagens de alerta ao uso de desodorante e o coloca como um grande estimulador do aparecimento de Câncer de mama, não há pesquisas médicas em nenhum lugar do mundo que prove qualquer relação entre o uso de certos desodorantes – principalmente o rollon e o aumento no número de casos de Câncer de mama, então você pode continuar usando o seu desodorante.

Mito ou verdade: Homem não tem chance de ter Câncer de mama?

Mito. O fato é que o Câncer de mama atinge sim aos homens, mas em menor proporção, cerca de 1 caso masculino para cada 100 casos femininos. O homem também possui células mamárias, então, Câncer de mama pode sim ser diagnosticado em homens.

Mito ou verdade: Amamentar reduz os riscos de Câncer de mama?

Verdade. Enquanto a criança mama, o movimento promove uma espécie de esfoliação do tecido mamário. Assim, se houver celular agredidas, elas são eliminadas e renovadas. Outro benefício é que as taxas de determinados hormônios que favorecem o desenvolvimento desse tipo de câncer caem durante o período de aleitamento (INCA).

Mito ou verdade: Adoçante pode provocar Câncer?

Mito. Apesar de surgirem suspeitas de que substâncias utilizadas em adoçantes como o ciclamato, a sacarina e o aspartame possuem potencial cancerígeno, diversos estudos conduzidos por várias equipes descartaram essa associação. O importante é saber consumir adoçantes dentro do limite recomendado, pois assim, eles são absolutamente seguros e não causam nenhum mal. Lembre-se que tudo deve ser consumido com moderação.

Mito ou verdade: Implantar silicone nos seios pode provocar Câncer de mama?

Mito. O desenvolvimento do Câncer de mama não está associado ao silicone. Para desenvolver o Câncer de mama é preciso ter alguma pré-disposição como histórico familiar ou mesmo haver a mutação de gene. Nenhum estudo comprova a associação entre o implante de próteses de silicone e o desenvolvimento da doença. O único empecilho está relacionado ao diagnóstico precoce do Câncer de mama que se torna um pouco mais difícil com a prótese.

Mito ou verdade: Existe uma maior incidência de Câncer de pele na cabeça, no rosto e no pescoço?

Verdade. São as áreas mais expostas a radiação solar. A recomendação é utilizar protetor solar e chapéus ou bonés e até mesmo guarda sol.

Mito ou verdade: Pessoas de pele negra não têm Câncer de pele?

Mito. É uma informação falsa e um atraso que pode causar graves consequências para pessoas de pele negra, incluindo os pardos e hispânicos, pois eles desenvolvem sim o Câncer de pele. Apesar de ter mais resistência a doença do que as pessoas de pele clara, quando o tumor aparece acaba sendo muito mais agressivo, pois só é detectado nos últimos estágios da doença devido a esse misticismo.

Mito ou verdade: O cigarro causa apenas Câncer de pulmão?

Mito. Fumar é a principal causa do Câncer de pulmão, de laringe, de faringe, da cavidade oral e do esôfago. Pesquisas apontam que o cigarro também está associado com o desenvolvimento do Câncer de bexiga, de pâncreas, do útero, do rim e do estômago, além de algumas formas de leucemia.
É importante sempre conversar com seu médico de confiança sobre todas as suas dúvidas e sempre, manter seu checkup em dia.

 

Não deixe de compartilhar esse post com todos os amigos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui