MAMOGRAFIA: O melhor caminho é a prevenção

0
727

O diagnóstico precoce é quando se tem mais chances de atingir o sucesso do tratamento e por sua consequência a cura. Um dos tipos de Câncer que mais afetam e levam mulheres a morte no mundo todo é o de mama. Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, mulheres com mais de 40 anos tem a necessidade e o dever de realizar anualmente a mamografia, pois somente ela é capaz de detectar o risco de Câncer até 02 anos antes da formação de um tumor e também lesões milimétricas que pelo exame físico de palpação não são facilmente identificadas.

Mas eu faço o autoexame, por que tenho que fazer a mamografia?

Pelo autoexame o tumor só é detectado quando não está mais em estágio inicial. Apesar da sua importância a chave para um tratamento bem-sucedido é o exame de mamografia. A probabilidade de ter sucesso no tratamento quando o Câncer de mama é identificado precocemente supera os 90% e realizar a mamografia é dar chance para a vida.

O que é, como o exame é realizado?

Ele é realizada pelo aparelho chamado mamógrafo, ou seja, um aparelho de raio-X, onde a (o) paciente é posicionada (o) em pé, realizando a compressão das mamas para que todo o tecido mamário seja submetido a radiações, e posteriormente, as mamas são radiografadas. O mamógrafo vai resultar em imagens de alta qualidade que servirão de base para o estudo dos tecidos da mama e assim chegar ao diagnostico se há ou não algum nódulo ou cisto e assim poder prosseguir com os exames para verificação se maligno ou benigno e assim por diante.

Tenho silicone nos seios, posso fazer a mamografia?

Sim, porém o médico deverá ser informado antes para definir se a mamografia é o exame ideal no caso. Outros tipos de exames poderão ser solicitados como uma ressonância, por exemplo. Isso porque, quando a mama é mais rígida, a mamografia não consegue atingir o tecido mamário em sua totalidade.

Uma dica importante é guardar todos os seus exames e sempre levar último exame realizado para que seu médico compare os resultados.

É sempre bom lembrar que 95% dos casos diagnosticados precocemente tem cura, então faça seu acompanhamento anualmente.

Gostou? Deixe seu comentário e compartilhe com todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui