Canceres ginecológicos, saiba mais

0
28

O Câncer é uma das doenças que mais matam mulheres no Brasil todos os anos, alguns tipos podem apresentar sintomas logo no início, outros são silenciosos.

Os tipos mais comuns de canceres ginecológicos são:

  • Câncer de colo de útero;
  • Câncer de ovário;
  • Câncer de Endométrio;
  • Cânceres de vagina e vulva.

A maioria dos casos diagnosticados são em mulheres entre 35 e 44 anos, também estendendo a mulheres com idade superior a 65 anos.

Leia também

Janeiro Verde: prevenção ao Câncer de Colo de Útero

Entre os sinais que devem ser observados estão:

  • dor pélvica persistente, não restrita ao período pré-menstrual;
  • inchaço abdominal e flatulência; dor lombar persistente;
  • sangramento vaginal anormal;
  • febre persistente;
  • dores de estômago ou alterações intestinais;
  • perda de peso acentuada;
  • anormalidades na vulva ou vagina;
  • fadiga.

Leia também

Fatores de Risco e Sintomas do Câncer de Colo de Útero

Mas não se alarme, a presença de um ou mais sintomas não atesta que você está com Câncer, e sim que você deve procurar um médico e iniciar os exames de prevenção mais aprofundados, e assim obter um diagnóstico precoce.

Sobre o Câncer de Colo de Útero, o INCA estima que em 2019 serão diagnosticados cerca de 16 mil novos casos no Brasil. Ele é o terceiro mais frequente na população feminina, quarta causa de morte entre mulheres.

Esse tipo de Câncer pode ser diagnosticado durante o exame papanicolau, ou seja, novamente voltamos a dizer que o melhor caminho é a prevenção.

Já o Câncer de Ovário  é o tumor ginecológico mais difícil de ser diagnosticado e o de menor chance de cura, porem a a descoberta na fase inicial da doença contribui para o sucesso do tratamento. Para esse tipo os principais fatores de risco são idade superior a 40 anos, histórico familiar, não ter tido filhos ou ter sido mãe após os 30 anos, além do uso contínuo de anticoncepcionais e reposição hormonal.

Os tumores de vagina e vulva são canceres mais raros, são 7% dos diagnósticos dos canceres ginecológicos, e seu controle é bem mais fácil, porque é uma doença localizada que ainda não foi disseminada. É sabido que esse tipo de Câncer se origina em outras partes (tumores secundários), mas há casos de ser primários, e geralmente assintomática em seus estágios iniciais. Entre os possíveis sintomas estão sangramento após relação sexual; sangramento não relacionado à menstruação; dor pélvica ou na vagina; dor ao urinar;e constipação.

Já o Câncer de vulva é predominantemente ocorrido em mulheres de 65 a 70 anos, e geralmente se apresenta como uma úlcera ou placa e habitualmente, se desenvolve de uma forma lenta durante vários anos, e o maior fator de risco é o HPV.

Todo o Câncer tem prevenção e as chances de cura aumentam quando diagnosticado precocemente.

Agende hoje mesmo sua prevenção.

Quem leu este também se interessou por

Câncer é possível prevenir?

Mitos e verdades sobre o Câncer

Se você deseja receber essas e outras informações preencha nosso formulário

[wpforms id=”1342″ title=”false” description=”false”]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui