Julho Verde: Saiba mais sobre o Câncer de Nasofaringe

0
14

O Câncer de Nasofaringe é uma doença rara, corresponde a 2% dos tumores de cabeça e pescoço, é mais comum em homens, com incidência de 20% em jovens até 30 anos e um pico entre individuos da quarta e quinta década de vida. Os fatores ambientais associados são as nitrosaminas presentes no peixe salgado seco, hidrocarbonetos policiclos, niqueo, madeira, produtos texteis e também podem apresentar EBV (Epstein-Barr Virus). Cerca de 75% dos pacientes apresentam nódulos no pescoço como primeiro sintoma.

Sintomas que podem aparecer neste tipo de neoplasia:

• Infecções de ouvido prolongadas;
• Hemorragia nasal;
• Nariz entupido;
• Dores na face;
• Sensação de dormência em diversos pontos;
• Dores de cabeça;
• Dificuldades para abrir a boca;
• Visão dupla.

O Otorrinolaringologista é o médico habilitado para diagnósticar este tipo de lesão, através de uma nasofibroscopia e com a colaboração dos exames de imagem como a Tomografia computadorizada e Ressonância magnética.

Os tipos histológicos no câncer do nasofaringeo:

– Linfomas
– Linfoepitelioma
– Carcinoma Escamoso
– Raros – tumor de glândulas salivares e melanomas

Os tratamentos normalmente envolvem:

Radioterapia e quimioterapia associadas
Radiocirurgia
Resgate com cirurgia

 

Seguimento:

De dois em dois meses no primeiro ano, de três em três meses no segundo ano depois quatro em quatro meses, com exames clínicos, nasofibroscopia e exames de imagem.

 

Dr. José Carlos de Oliveira 

CRM GO 5900

Cirurgião Cabeça e Pescoço

Vice Presidente da Sociedade Brasileira de Cabeça e Pescoço (SBCC).

CEBROM Medicina Oncológica

Cabeça e pescoço é uma especialidade atendida no CEBROM, com excelência. Ligue e agende sua consulta com um de nossos especialistas (62) 3265-0400. Acesse e conheça nosso corpo clínico 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui