25 de junho – Dia Mundial do Vitiligo

0
315

Hoje é o dia que nos lembramos dos cuidados ao Vitiligo. Esta data, também conhecida por Dia Mundial do Combate ao Vitiligo, pretende aumentar o conhecimento das pessoas e travar a progressão da doença.

O Vitiligo é evidenciado pela perda da coloração da pele, devido à diminuição de melanócitos, que são os responsáveis pela produção da melanina que dá cor à pele.

Quais são as causas do vitiligo?

Apesar de diversos estudos e pesquisas sendo conduzidos, ainda não há uma causa determinante para o desenvolvimento desta doença, mas já se sabe que traumas e alterações emocionais podem desencadear ou mesmo agravar a doença.

Quem é acometido pela doença apresenta erupções cutâneas e manchas que aparenta a perda da pele, mas o Vitiligo não é contagioso por contato.É importante observar se há casos da doença na família, pois o Vitiligo pode ser hereditário.

Quais os sintomas?

Não existem grandes sintomas além das manchas brancas que surgem na pele, porém, em alguns casos, há relatos de dores nas áreas que sofreram a descoloração e aumento da sensibilidade e com isso maior possibilidade de lesionar a região.

Diagnóstico

O diagnóstico é essencialmente clinico, pois somente o médico pode diagnosticar como Vitiligo, por meio de realização de exames, as manchas que aparecem em locais característicos como boca, nariz, joelhos, pés e mãos. Mas a maior preocupação são as causas emocionais que podem surgir e em alguns casos recomenda-se o acompanhamento psicológico para ajudar no resultado do tratamento.

Tipos

1. Segmentar ou Unilateral – é o tipo que se manifesta em uma parte do corpo quando o paciente é ainda jovem. É possível haver perca de pelos e cabelos e até mesmo a descoloração deles.

2. Não segmentar ou bilateral – esse é o tipo mais comum e a sua manifestação ocorre nos dois lados do corpo, geralmente, as manchas surgem nas extremidades dos pés, nariz e boca. Nesse tipo ocorrem ciclos de perda de cor tendo períodos de estagnação.

Tratamento

É receitado por um dermatologista, de acordo com o tipo e estágio do ciclo, e podem ser utilizados medicamentos orais, pomadas, pigmentações, laser entre outros.

Existe prevenção?

Infelizmente não, mas manter a imunidade alta e a saúde emocional equilibrada já é uma grande ajuda.
Prevenir é sempre o melhor caminho, faça consultas e exames periódicos, mantenha uma boa alimentação e uma rotina de exercícios físicos.

O CEBROM está aqui para cuidar sempre de você!

Fonte: http://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/2465-25-6-dia-mundial-do-vitiligo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui